A minha vida parou na letra S.

O amor é insanidade, quando se faz da fronha de uma almofada, réplica da carne humana.

publicado por Gualter Ego às 20:17 | link do post | comentar