Solitude.

Partilho comigo próprio esta alegria de estar sozinho sem estar só.

 

E, amanhã, vou acordar bem cedo e dizer: Bom dia, Solidão.

E a Solidão vai responder: Bom dia, João, até logo.

Depois vou partilhar as coisas superficiais da vida com pessoas que eu conheço, mas que não me conhecem e dizer palavrões e fingir que sou feliz e que gosto de sorrir com eles e de os fazer sorrir.

publicado por Gualter Ego às 23:56 | link do post