42.

A minha vida, temo, há-de ser um "nunca-alcançar" da perfeição, que outros irão confundir com a evolução de um génio.

publicado por Gualter Ego às 22:09 | link do post | comentar