Quadro tacteado.

Deixa-me tocar-te,

Não sejas cruel.

Preciso que as tuas linhas,

Guiem o pincel.

 

 

publicado por Gualter Ego às 22:44 | link do post