André.

Agarras tudo o que eu sou, sem me fazer perder a cor.

Bebes-me as palavras e os abraços.

 

 

 

publicado por Gualter Ego às 21:26 | link do post | comentar