Animal.

Sou um animal de cativeiro:

Deambulo pelos corredores o dia inteiro.

 

Basta-me o pão e a água,

Para matar a mágoa.

De não ter amor nem dinheiro.

 

 

publicado por Gualter Ego às 21:08 | link do post | comentar