Vinho branco.

Era um alguém que era ninguém.

Agora sou alguém que pensa, e tanto pensar está a matar-me.

publicado por Gualter Ego às 01:58 | link do post | comentar | ver comentários (2)