Terça-feira, 26.01.10

No Inverno.

Estes dias de Inverno têm sido quase insustentáveis sem ti.

Digo "quase" porque a minha mãe uma vez disse-me que é má educação depender de alguém.

publicado por Gualter Ego às 23:59 | link do post | comentar

Quadro tacteado.

Deixa-me tocar-te,

Não sejas cruel.

Preciso que as tuas linhas,

Guiem o pincel.

 

 

publicado por Gualter Ego às 22:44 | link do post | comentar

André. III

Quem é que eu sou?

 

Consigo lembrar-me de três pessoas, pelo menos, que conseguiriam responder a esta pergunta sem sequer pronunciar o meu nome e tu és, incontestavelmente, uma delas.

publicado por Gualter Ego às 22:33 | link do post | comentar

Chamo-me João, não me chamo Narciso.

É fascinante como todos se amam uns aos outros e, no fundo, ninguém gosta de ninguém.

 

Eu limito-me a não gostar de mim próprio.

publicado por Gualter Ego às 22:29 | link do post | comentar

Noite.

Não sei como se dança ao som de blues, mas nós assim o fizemos.

Descalços, à luz das velas, rodopiávamos pela sala, acompanhados pelo Lee Hooker.

O vinho tinha-te já subido à cabeça e despias-te, enquanto me beijavas o pescoço e me passas as mãos pelo peito.

Fizemo-lo ali.

Acordámos e fumámos, juntos, um cigarro perfeito, se é que algum cigarro pode ser perfeito.

Depois bebemos café. (E, meu amor, o café nunca me tinha sabido tão bem.)

 

 

publicado por Gualter Ego às 22:05 | link do post | comentar

One more cup of coffee (ou O dia em que me senti tentado a escrever em inglês)

I'm an island: I'm surrounded by words.

And by words I mean water.

I hope the words keep on coming, until they drown me.

I just beg for a cup of coffee, just "one more cup of coffee before I go to the valley bellow...".

 

 

publicado por Gualter Ego às 21:58 | link do post | comentar
origem

Follow me, e assim...

origem

links

arquivos

Janeiro 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
22
25
29
30
31