A Primavera #3 (Maria)

Na tua boca morre o Homem,

Ó Maria.

Na tua boca morre a Morte,

Ó Maria.

 

E nos teus olhos

Chove todo o mundo.

 

Em teu coração afogam-se as mágoas

Que não sabem nadar, ó Maria:

Músculo; escarlate; profundo.

 

Como o vento passa na eira,

Gentilmente, toca no gramado,

Sentar-me-ia em tua beira,

De mãos dadas, fiel, confessado.

publicado por Gualter Ego às 19:13 | link do post | comentar