ps.

Talho e lapido, a cinzel e ponteiro, na pele nívea das carnaduras do meu ser, que quanto mais eu cave, mais escura se torna a alma, a ver se aprendo a lição e páro de errar e de estar descompassado com o Relógio das Coisas.

Estou atrasado para a vida. E a Morte? Está atrasada infinitamente?

publicado por Gualter Ego às 01:02 | link do post