Salve.

Salve tu,

Cheia de tudo,

Bendita sois vós,

Entre as mulheres

E as gotas da chuva.

 

Bendita sejas,

Meu amor,

Meu leito de morte,

Lancinante grito mudo.

A ti me curvo.

publicado por Gualter Ego às 21:12 | link do post | comentar