Vês-me?

Não tens de ter mais medo de mim, já engoli todas as perguntas que havia por fazer. Não quero mais ser muito, não quero viver depressa e morrer jovem, nem sequer tenciono morrer, se assim mo permitirem.

Sorri para mim, sussura-me uma canção.

Como te chamas?

publicado por Gualter Ego às 22:56 | link do post | comentar