...

O que nos salva da frieza da vida é o pulsar das considerações. Calibrar os sentidos para que recolham o batimento cardíaco de todas as coisas. 

publicado por Gualter Ego às 23:25 | link do post | comentar