4

Parece que tudo é contraste, comparação, competição, tudo se resume a ver quem tem a pila maior, o bolso mais fundo, o altruísmo mais puro, a bondade mais impecável, a beleza mais conformada, se o pobre deu tudo o que tinha e ganhou o céu então vou dar um pedaço mais que tudo e enfeitar o arranjo com um lacinho, que deus te dê o dobro daquilo que me desejas, é declaração mais diplomática, desejas-me bem, que recebas o dobro, limpo e sem interesses, desejas-me mal, então que te caia o mal ao quadrado, é o que mereces. E no fim nada importa, a vida não passou de um sonho e nós fizemos dela uma maratona, não deixámos cá neste mundo senão suor e pernas doridas. Nada temas, menino, na morte e no cagar somos todos iguais.

publicado por Gualter Ego às 23:21 | link do post | comentar