...

Quando a minha mãe deu de me parir,
Com certeza já eu vinha cansado
De outras lides.


Só assim se explica a dor que é,
No pescoço, a rir,
E corpo tão novo e já tão moído.

publicado por Gualter Ego às 22:18 | link do post | comentar