Suíno

Ó, suíno feio inchado,
Bruto de ser (de estirada),
Jaez lâmina
Através
Da papada,

Tez
E jeitos de besta imunda,
Que grunhes à maneira vil infame que é
Essa maneira de morrer tão fecunda:

Diz-me só porque esperneias,
Com a faca pela goela
Se não sabes do norte nem da Morte,
Ou do que mais vem com ela.
publicado por Gualter Ego às 22:06 | link do post | comentar