...

Quero tudo o que é terra abaixo do céu,
E dão-me canteiros.

Quero o mar e as marés,

E dão-me um copo d'água.

Quero todos os livros de todas as bibliotecas,
E dão-me um guardanapo.

Quero guerras, revoltas e insurreições,

E dão-me dores de barriga.

 

Um dia,

vou deixar de dizer que um dia.

publicado por Gualter Ego às 04:00 | link do post | comentar