Sou?

Basicamente, sou um monte de massa disforme que pensa.

Tenho dois braços, duas pernas, dois olhos, uma boca, um nariz, duas orelhas, pestanas, cabelo, sobrancelhas, possuo genitália masculina e... tenho a capacidade de comunicar através de palavras.

 

Se as palavras fizessem de mim o que sou, o livro da minha vida ou a minha magnus opus estaria completamente em branco.

 

Eu existo. Existo porque penso, mas arrependo-me de pensar.

Quem foi a alma que se lembrou de me dar este poder, dom, talento de pensar?

Foi um sopro divino? É o Espírito Santo que desce em nós e faz com que os corpos sejam mais que isso e tenham alma?

 

Só espero que haja vida depois da morte. E que haja um paraíso de cada religião. E 72 virgens só para mim.

 

As minhas costas doiem-me.

Os meus olhos custam a manter-se abertos e o meu coração é insuficiente para me fazer viver com tranquilidade.

 

Que posso dizer mais?

Sou jovem, tenho sonhos, planos, ambições. Quero coisas, muitas coisas.

Coisas materiais, carnais, espirituais e quero respostas.

Respostas para perguntas que eu não sei fazer. Ainda.

publicado por Gualter Ego às 02:04 | link do post | comentar