Raison d'être.

A cobra do desejo e do pecado, aquela do Génesis, está a morder o pássaro da razão.

E a razão nem sequer esperneia.
Sabes porquê?
Porque desejo todas as tuas células, vivas ou mortas, e o fogo do teu cabelo; porque é o meu corpo que te quer, os meus dedos, os meus olhos, ouvir-te, os meus ouvidos, cheirar-te por dentro, o meu olfacto.

publicado por Gualter Ego às 03:40 | link do post | comentar