Fin.

Amigo, tanto tempo passou que ceguei os teus olhos com a cegueira das rotinas. Agora que já não me olhas, peço-te que me tapes também os olhos.

 

Aqui já não há nada de novo.

 

Acabou.

publicado por Gualter Ego às 00:48 | link do post | comentar